Blog

Notícias, Assuntos Diversos ,Material...

Já chegou o CD Romã (Físico) de Jaime Santos & Os Santos de Casa. Você já pode garantir o seu através do e-mail: producao@jaimesantos.com.br ou pelo (43) 98429-9979.

O CD vem com doze músicas de Jaime Santos e seus parceiros Ewerton Cesar, Itamar Rios, Aldo Moraes,  e  banda formada por Alessandro Franco no contrabaixo elétrico, André Coudeiro na bateria e na percussão e Israel Laurindo nos violões e viola de dez cordas, além de dirigir os arranjos e fazer a direção musical junto com Fernando Arruda e Jaime Santos. O CD tem ainda a participação especialíssima dos músicos convidados: Gilberto Oliveira da guitarra, Wslley Risso na guitarra, Rodrigo Munhoz na direção do côro, Thâmara Baptista no côro, Rakelly Calliari no côro, Wellington Filho no cavaquinho, Felipe Dias no rap,  Wendel Antunes na flauta, Fidel Piñero no trompete, João Salles na sanfona, Fernando Arruda bongô e baixo fretless. O CD ainda contou com as participações maravilhosas de: Lula Barbosa, Luíza Braga  Sulivan Maridakis. A produção de Jana Silva e Moca Produtora.

Vale apena conferir!

Site do CD Romã:  www.jaimesantos.biz


.

VIAGEM À CÓRSEGA/FRANÇA

Minha experiência em ter saído pela primeira vez do Brasil só me fez confirmar as palavras de Tom Jobim, “No Brasil é ruim, mas é bom”, é claro que este meu depoimento está carregado de sentimentos de pertencimento, mas bairrismos a parte, eu gostei muito de diversas coisas e outras nem tanto. Gostei da organicidade e o apreço que eles têm pela cultura e o valor que ela tem para eles. Na França tem todos os anos uma festa que se tornou tradição em todo país e suas colônias, eles festejam a música com um projeto denominado de “Fête de la Musique”. A Banda da qual fui convidado para participar e fiz parte nesta minha viagem, a Bijou’s Band, participou deste momento no mês de junho de 2019 na Ilha da Córsega, que foi pra onde fui, fizemos apresentações numa das praças mais históricas da Ilha e quiçá da França, praça esta, por onde andou Napoleão Bonaparte e muitas pessoas importantes do mundo todo. Na segunda guerra mundial os navios e porta aviões atracavam no porto de Bonifacio da Ilha de Córsega. História não falta ao lugar. Nesta praça chamada de Place de L’Arme (Praça das Armas) fizemos um show tocando música brasileira. A Ilha é linda realmente. Existe uma coisa interessante que observei na Córsega, além de sua beleza, eles querem independência da França, aliás eles querem independência a séculos, muito antes de pertencerem a França, desde de quando pertenciam a Gênova na Itália, pois Gênova devia dinheiro aos franceses e pagou entregando a Ilha aos franceses, e então como forma de mostrarem seus descontentamento eles (os corsos) criaram uma guerra de comunicação com a França, quando você anda pela cidade as placas de sinalização não escritas em dois idiomas o francês e o corso, isto acontece como forma de resistência do povo ilhéu ao domínio francês. A ilha cheia de lugares com música ao vivo e de shows de músicos locais e muitos com música tradicional ilhoa como a Taberna do Roi (L’Alba) do centro de Porto Vecchio.

Nesta Taberna dei uma canja tocando músicas de Jorge Ben Jor e Djavan acompanhado do Baterista Ricardo Pissarras (Rico) e da banda local e depois os divertimentos. Mas o que mais estava gostando era estar ali presenciando uma banda local tocando suas músicas tão originais e nada colonizado depois de tanta força da Eurovisão em sentido contrário.
No dia seguinte fomos a uma praça no centro da cidade de Porto Vecchio onde ficamos hospedados na pousada da Letícia (arquiteta e artistas plástica muito boa). Ver uma apresentação de uma banda local tocando em volta das igrejas e prédios medievais. A tônica da Ilha de Córsega é pedra, muita pedra e todos os prédios são construídos de pedras. Existem construções muito antigas feitas em pedra, e estas são um exemplo disto.

Grupo vocal de música tradicional da Córsega.

Observem que os cantores cantam com uma das mãos no ouvido para diferenciarem as vozes e fazerem côro, pois suas músicas tem algo de popular, clássico e medieval. Muito interessante!

CURIOSIDADES DA ILHA

Igrejas e casas de Pedras


  • PEDRAS – Na Ilha de Córsega a pedra de paralelepípedo ou de granito é muito usada para tudo, para construções de todas as formas e jeitos, pois a ilha é riquíssima neste material.

  • ANIMAISNa Ilha ainda há animais vivendo de forma selvagem como javalis e cavalos, e ainda há uma diversidade enorme de pássaros e se ouve diversas espécies cantando em certos períodos do dia. O final de tarde é um primor.

Canto dos pássaros no final da tarde em Porto Vecchio na Ilha da Córsega na França.

.

Pássaros na Córsega.

.

.

INFRA-ESTRUTURA

.

Porto Marítimo de Bastiá na Ilha.

.

INFRA-ESTRUTURA – A Ilha é muito bem estruturada, tem uns quatro aeroportos um em cada canto da Ilha e diversas cidades com porto para barcos de passeio de pequenos e grande porte. Em Bastiá tem um super porto que fica no norte da Ilha onde chegam navios, balças e barcos. Tem supermercados e hipermercados, mas deixa a desejar na questão esgotos e e água, pelo que vi, alguns moradores e algumas comunidades têm problemas com falta água, e neste aspecto, é igual Floripa.

.

TURISMO

.

A Ilha vive do turismo nos três meses de verão e depois emberna na baixa temporada. É um dos motivos por ser muito cara. Tudo é muito caro. O custo de vida é caro, o aluguel é caro, a comida é cara, mas quem vai pra ilha já sabe. No entanto, a ilha tem lugares lindos e históricos com vielas curtinhas antigas e calçadas com pedras de paralelepípedo enormes e gastas pelo tempo, onde se concentram o comércio de souvenirs e outras lojas do comércio tradicional, com ruas ainda com características da época de suas construções originais.

Napoleão nasceu na capital da Ilha, Ajaccio, mas tem sua marca na ilha inteira, exemplo do que falo é Bonifacio, lindo lugar com recortes geográficos do mar e um porto local com vielas típicas romanas onde se encontram o comércio e e a cultura local. O litoral é muito recortado com montes de terras brancas ricas em cálcio, o que torna as águas do Mar Tirreno que recorta a ilha ser tão azul. Na ilha também se encontram montanhas de mais de dois mil metros de altura onde faz frio e neva no inverno, e se encontram os povos mais originários (indígenas) ou descendentes das épocas remotas da ilha e de sua história.

Napoleão Bonaparte (em francês: Napoléon Bonaparte; corso de Ajaccio capital da Ilha Córsega, 15 de agosto de 1769 – morreu na ilha de Santa Helena, 5 de maio de 1821) foi um líder político e militar durante os últimos estágios da Revolução Francesa. … Através das guerras napoleônicas, ele foi responsável por estabelecer a hegemonia francesa sobre maior parte da Europa.

COMÉRCIO E VIELAS DA ÉPOCA ROMANA

.

Um comércio bastante vasto de souvenirs de todos os tipos, frutas de todas as origens, chapéus diversos (adoro) e de tudo que é tipo de material. Do Brasil, tinha diversas frutas e uma loja da Havaianas no centro de Porto Vecchio. A carne é muito cara nos supermercados. O feijão você não encontra, e se encontra é caríssimo. A comida típica deles é massas e pão direto. Frutos do mar de todas as espécies. Como as cidades são muito antigas e as ruas são na sua maioria vielas de pedras enormes, eles modernizaram sem mexer no que existia, só criaram calçadas e decks modernos de madeiras misturado com metais e cobertos com toldos refratáveis que ficaram charmosos na beira dos cais e nas vielas de pedras da ilha.

.

HISTÓRIA DA BANDEIRA DA CÓRSEGA

Bandeira antiga da Córsega – Um mouro com vendas nos olhos.

A bandeira da Córsega, foi adotada pelo general da Nação, Pasquale Paoli, em 1755 e foi baseada em uma tradicional bandeira utilizada anteriormente. Ela retrata um mouro (povo do norte da África que habitou grande parte da Europa) usando na cabeça uma bandana branca acima de seus olhos sobre um fundo branco. Anteriormente, a bandana cobria os olhos dele; mas Paoli queria a bandana acima dos olhos para simbolizar a libertação do povo corso.

Foi praticamente banida após 1769, quando Gênova vendeu a ilha para liquidar uma dívida com a França. Foi utilizada como a bandeira oficial quando a Grã-Bretanha ocupou-a em 1793. A História da Córsega

Os Mouros – Não são os povos originários da Ilha de Córsega, eram povos oriundos da península ibéria que por sua vez vinham do norte da África. Se tornaram a maior população da ilha substituindo o povo originário indígena local que se refugiavam nas montanhas da ilha.

.

Action Off Bastiá

.

A Segunda Guerra MundialA tomada da Sardenha e da Córsega foi outra fácil conquista de grande importância. Durante todo o tempo das operações contra a Sicília e a Itália, os bombardeiros aliados ocupavam-se do amortecimento das defesas da Sardenha como medida preliminar para a invasão que estava planeada. Tal operação se tornara agora desnecessária. A evacuação alemã da Sardenha foi apressada quando as tropas italianas na ilha se voltaram contra seus antigos aliados. A consolidação dos alemães na Córsega foi impedida pela ação pronta dos patriotas locais, seguidas do desembarque de forças de franceses combatentes. Se a guarnição italiana de Córsega tivesse aderido à luta contra os alemães, estes perderiam todas as suas possibilidades de retirada. Uma vez que isso não se verificou, puderam os alemães manter o porto de Bastia o tempo suficiente para retirar suas forças. Mas mesmo que o inimigo não estivesse destruído, sua expulsão dessas posições representava um tremendo avanço para os aliados. Haviam eliminado um ponto avançado que dominava as vias de acesso para a Itália setentrional e o sul da França. Das bases aéreas da Córsega poderiam desfechar ataques concentrados contra essas áreas e dar cobertura de caças a qualquer novo desembarque na costa do Mediterrâneo. A conquista da Córsega trouxe nova vulnerabilidade a toda a posição alemã na Itália.

Casabianca o submarino libertou a Córsega que salvou a França das mãos dos alemães. Mais informações Clique aqui! Documentário que relata tal história A Córsega libertada, o épico de Casabianca 1942-1943 (2014)

Em 27 de novembro de 1942, o submarino Casabianca escapa do porto de Toulon, enquanto a maior parte da frota francesa torna a escolha desonrosa fugir após a invasão da zona franca pelos alemães. O comandante L’Herminier e os 85 homens de sua tripulação que se recusam a abandonar a luta, se tornarão o instrumento indispensável para a nova etapa de libertação do país: a reconquista da Córsega. Com a ajuda de testemunhos de ex-submarinistas, arquivos e trechos do longa-metragem “Casabianca”, filmado logo após a guerra, “O épico de Casabianca” retorna a esse episódio pouco conhecido da Libertação de França.

.

ÁRVORES FRUTÍVERAS E ERVAÇAIS…

.


Geléia de figo da Córsega

.

Os corsos tem uma geleia de figo deliciosa, quiçá uma das melhores do mundo. Nas minhas andanças pela ilha, observei que eles preservam pés de árvores frutíferas, ervaçais e flores pelas cidades da ilha, é normal você está andando e se deparar com enormes pés de alecrim ou árvores imensas de figo.

VINHOS DA CÓRSEGA

Eu quando estive lá estava tomando remédio não pude tomar o vinho da Córsega nem para provar, mas segundo os músicos beberrões que estavam comigo na mesma hospedagem, disseram que o vinho é maravilhoso e barato, e quando digo, barato, é por que é barato mesmo, e de altíssima qualidade. Um conjunto de seis garrafas custava em torno de 7 euros. Lá tem vinho da França inteira e da Europa inteira e muito barato. Na ilha tem mais de seis vinícolas oficiais, fora as caseiras e artesanais.

SHOWS E A BIJOU’S BAND

.

.

A banda era formada por Jaime Santos voz e violão, Inácio Longhi no saxofone alto, Ricardo Pissarras Oliveira (Rico) na bateria, Audimar Donato no contrabaixo e Joseph Bohn no teclado. Os shows foram em diversos locais pela ilha, mas nos localizamos mais pelo Corse du sud ou mais ao sudeste da ilha da Córsega. Tocamos nos Bares e Restaurantes ilhéus Cannes Sucre em Porto Vecchio, La Plage em Porto Vecchio, No Mediteranee na Plage de Saint Giulia em Porto Vecchio, Na Fête de la Musique em Place de L’Arme em Bonifacio, La Goeland em La Tonnara. Tocávamos músicas brasileiras no estilo MPB, Samba Funk e Bossa Nova. No repertório músicas de Gilberto Gil, Tom Jobim, Djavan, Milton Nascimento, Zé Ramalho, Alceu Valença e tantos outros.

.


Uma grande festa de um país que investe em cultura

.

ESCOLA DE MÚSICA E DE ENSAIO DA BIJOU’S BAND


Ex-convento que virou uma escola de música e um estúdio de ensaio em Bonifacio.

.

Um antigo convento de freiras do século XVII que abrigava diversos espaços de salas de aula, dormitórios, refeitórios, escritórios e demais dependências, hoje abriga uma escola de música gigante e um estúdio de ensaio da cidade de Bonifacio na Ilha de Córsega. Quando se anda pelo interior do espaço sente-se o cheiro do tempo e da história, você também vê pelo desgaste das pedras de granito dos pisos de tanto as pessoas andarem elas gastaram em alguns lugares, principalmente na área central dos corredores e escadarias. O mais interessante é que eles mantém isto do jeito que está, e fazem questão de que seja assim, como que pra mostrar que a história é parte do seus dia a dia. Outra curiosidade é que ao seu lado tem um cemitério e da janela se tem a vista dele e do Mar Tirreno ao fundo.

.


Cemitério ao lado do convento em Bonifacio e ao fundo o Mar Tirreno.

.


Sala de ensaio e de Instrumentos, de piano a violões com equipamentos da melhor qualidade.

.

LITORAL DA CÓRSEGA

PraiasAs praias da Ilha da Córsega são lindíssimas e limpíssimas. Águas de um azul transparente e cristalino e cada lugar é um tipo de recorte e de belezas sem igual. Assim como encontras praias planas e de água tranquila, se pode encontrar as mesmas águas azuis rasgando as montanhas como em Bonifacio. O mar que banha a ilha é o Mar Tirreno, uma adjacência do Mediterrâneo que banha o continente de um lado a costa oeste da Itália e de outro a costa leste da França. Frutos do mar é uma iguaria bastante apreciada.

.


Praia de la Saint Giulia

.


Pôr-do sol em La Tonnara.

.


PARCERIA NO RIO DE JANEIRO

Jaime santos faz parte do casting de artistas da Bacana Produções!

Logomarca da produtora Bacana.

Boas novas meu povo! Anuncio com enorme alegria, que de volta ao Brasil a Moca Produtora, Jaime Santos e Bacana Produções da Gabriela Azevedo que conheci através do Mauricio Pacheco (Produtor de Vanessa da Mata) no Rio de Janeiro, fecham parceria no trabalho de produção do CD Romã e do trabalho do artista Jaime Santos. Jaime Santos a partir de hoje 22/08/2019, faz parte do casting da Bacana Produtora junto com outros grandes artistas do naipe do Geraldo Azevedo.

.

EDITORA DUBAS

.

Com a chegada ao Rio de Janeiro depois da participação na Fête De La Musique de 2019 na Ilha da Córsega na França, deu tudo certo nas pretensões que almejávamos para o CD Romã e o trabalho que o engloba. Fechamos contrato com a Editora Dubas da Isabel Brant (filha do falecido compositor do Clube da Esquina Fernando Brant) e do Ronaldo Bastos.. A editora terá um papel super importante de prospecção e de lançamento das músicas do CD no mercado fonográfico.

.

COMPARTILHE:

POSTE UM COMENTÁRIO